Quais os melhores lugares para se viajar nas férias

Os amantes de viagens são aqueles que contam os dias e os segundos para os feriados, para os dias de folga e qualquer tempinho extra que possam tirar para viajar. Muitos viajantes têm dificuldade para escolher seus destinos simplesmente por existirem muitos disponíveis. Confira uma lista com os melhores lugares para se curtir as férias.

b

Tuvalu

Com suas praias de areias incrivelmente brancas e muitos coqueiros, a pequena Tuvalu é a típica ilha deserta em que qualquer um gostaria de ficar perdido. Minúsculo pais da Polinésia formado por nove ilhas e atóis de beleza incomparável, Tuvalu é sinônimo de sol, frutos do mar e dias muito, muito preguiçosos e relaxantes.
É muito provável que você passes seus dias por lá em posição, digamos, inclinada – seja na areia tomando um coco fresquinho, seja assistindo a um jogo de um tipo de vôlei local (te ano) ou mesmo boiando tranquilamente na lagoa de Funafuti.

As ilhas são formadas de recifes de coral, então não dá pra deixar de mergulhar e descobrir as coloridas maravilhas submarinas da região. O oceano que segue a subir vem ameaçando o local; então, antes que ele vire uma Atlantis moderna, é bom garantir sua visita. E julho é o mês perfeito para a viagem.

Leia também: 5 Roteiros para viajar de Carro 

Bornholm, Dinamarca

Quando você pensa em “ilha paradisíaca”, é bem provável que a Dinamarca não seja o primeiro destino que vem à mente. Mas a verdade é que muitos experts já descobriram a pequena Bornholm como um destino ensolarado na Escandinávia – e um dos mais curiosos e agradáveis lugares da Dinamarca para curtir o verão na Europa.
Eis um destino super recomendado também para famílias.

As paisagens da região contém desde praias de areia clara como Dueodde, florestas para ciclismo e caminhadas, pequenas vilas de pescadores, igrejas históricas até ruínas de fortalezas como que saídas de um cartão-postal.

Visite ainda o Parque das Borboletas de Bornholm, explore as ruínas do Castelo Hammershus , e delicie-se com um jantar à base de peixe defumado – “sol over Gudhjem” é um dos pratos mais tradicionais e gostosos. E quem gostar de levar belas lembranças locais, vai se encantar com a produção local de vidro e cerâmica.

Blagaj, Bósnia e Herzegovina

Essa é para quem gosta de lugares fora dos guias turísticos tradicionais. A algumas horas de Dubrovnik, a cidadezinha histórica de Blagaj fica escondida na base de uma série de rochedos, tudo envolto nas belas águas cor de ciano do rio Buna.

Com suas casinhas brancas, Blagaj é considerada como um “Tekija” (retiro espiritual) do século 16 a céu aberto, construído por um sultão otomano. O local é puro charme, ainda mais se for visitado em julho/agosto, ideal para apreciar o melhor do clima mediterrâneo que a região oferece.

Depois de explorar a cidade, vale a pena afatar-se algums quilômetros para visitar a famosa Stari Most – ponte antiga – e seu museu, além de dar uma volta pela rua Kajtaz House. Termine o dia com um jantar de pratos típicos de influência turca, como Cevapi e Cufte – salsichas e almôndegas apimentadas – além das cervejas locais de sabor delicioso e nomes impronunciáveis.

Brotas

A 250 km de São Paulo e apenas 70 km de São Carlos, a cidade do interior atrai principalmente jovens em busca de esportes radicais e ecoturismo. Brotas é reconhecida como a capital do turismo de aventura.
Um ponto turístico que destacamos é o Parque dos Saltos, por onde passa o Rio Jacaré Pepira, de águas cristalinas, que escorrem por quedas e corredeiras – cenário perfeito para a prática de boia cross, rafting e canoagem.

A cidade tem bons hotéis e pousadinhas pra lá de românticas. Algumas sugestões são o Hotel Mosteiro, Hotel Pousada Natural, Pousada Pé na Terra e a Pousada das Palmeiras.

Santo Antônio do Pinhal (SP)

A 170 km de São Paulo, a cidade vizinha à Campos do Jordão e Monte Verde (MG), atrai especialmente casais em busca de tranquilidade e romantismo. Boa parte dos roteiros em Campos, incluem trilhas em Santo Antônio, como a Pedra do Bau.

Durante quase todo o mês de julho acontece o Festival de Inverno de Santo Antônio do Pinhal, um dos mais tradicionais do interior, além da maravilhosa Feira de Orquídeas e Artesanato. Sempre em julho.
A rede de hotéis da cidade é incrível, com diversas opções. Algumas dicas de hospedagens são a Pousada Chalé Sol Nascente, Hotel Fazenda Fonte das Hortênsias, Pousada Alemã, Pousada Highland, Quinta Vista, Bella Hospedaria e a Pousada Villa Campestre.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *